O Biofeedback e a importância da auto-consciência.

Quantas vezes não nos pegamos em momentos de ansiedade e estresse causado por fatores os mais diversos? Dias difíceis no trabalho, provas e exames na escola ou faculdade, uma rotina engessada... Tudo isso acaba fazendo com que nosso corpo funcione de uma forma sobrecarregada. Mas qual o impacto disso?

Pesquisas nos mostram que a ativação de sistemas liberadores de adrenalina e cortisol, consequência de elevados níveis de ansiedade e estresse, podem impactar diretamente nossa qualidade de vida e longevidade. Ou seja, hoje compreende-se que levar uma vida sistematicamente estressante pode ter sérias consequências para a saúde física e mental no futuro.

Além das consequências imediatas, tais como problemas relacionados ao sono e a aprendizagem, prejuízos sociais e relacionais, sabe-se que quando hormônios como o cortisol são liberados a uma frequência mais alta que o ideal, essas substâncias podem contribuir para a degeneração de tecidos cerebrais. Um exemplo de onde isso ocorre é o hipocampo, o que pode impactar diretamente questões cognitivas, principalmente, a memória, e contribuir para um prejuízo cognitivo à medida que se envelhece.

E como é possível contornar esse problema?

Ao mesmo tempo em que a compreensão dos riscos de uma alta exposição ao estresse e à ansiedade cresce, a conscientização a respeito desses problemas também avança. Hoje, ainda que ainda não de maneira ideal, muito se difunde a respeito de metodologias e abordagens terapêuticas que visam a combater os efeitos ou mesmo a causa do estresse.

Uma dessas formas é o Treinamento Cerebral com Biofeedback. Essa metodologia, produto da união entre estudos de fisiologia e tecnologia de ponta, tem o objetivo de fazer com que o cliente desenvolva a auto-consciência e a autorregulação de suas funções fisiológicas. Nesse sentido, esse treinamento funciona da seguinte forma: por meio da visualização em tempo real de funções como a coerência cardíaca, a variabilidade cardíaca, a resposta galvânica da pela, a temperatura periférica do corpo, a atividade muscular, etc., é possível aprender a identificar gatilhos e circunstâncias nas quais o estresse ou a ansiedade são ativados e, dessa forma, exercer controle sobre essas contingências para retomar o autocontrole e o relaxamento.

Muito pesquisado desde os anos 50 e 60, o Biofeedback pode, comprovadamente, ser eficaz no condicionamento para manejo dos sintomas do estresse, da ansiedade, da insônia ou mesmo na otimização da performance mental e corporal.

Quer saber mais sobre isso? Que tal levar uma palestra sobre o assunto para sua empresa, escola ou academia? Vamos adorar estar com você para um bate papo e um café!

Para mais informações, basta entra em contato.

 

Potencialize-se!