top of page
  • Foto do escritorPamela Martins

A importância da neuropsicologia para a saúde

Atualizado: 27 de jul. de 2023




A neuropsicologia é o campo da psicologia dedicado ao estudo da função cognitiva e comportamental do cérebro e como ela muda em resposta a lesões, doenças neurológicas e transtornos mentais. Assim, a neuropsicologia desempenha um papel fundamental na promoção da saúde física e mental de um indivíduo.


Antes de entendermos a importância desta área para a saúde, vamos voltar um pouco na história e entender o surgimento da neuropsicologia aqui no Brasil. A Neuropsicologia chega ao Brasil através das práticas da neurologia. Em São Paulo, o médico pediatra Antonio Branco Lefévre, considerado patrono e fundador da Neuropsicologia brasileira, defendeu em 1950 tese intitulada "Contribuição para a psicopatologia da afasia em crianças", inaugurando um campo de produção científica e de práticas que paulatinamente vêm se adensando no país. No ano de 1975 criou, na Clínica Neurológica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o Setor de Atividade Nervosa Superior, marcado pela interdisciplinaridade e pela aproximação com a psicologia, notadamente através de Beatriz Helena Lefévre que, nos anos 1980, publicou o livro Neuropsicologia Infantil. Nessa mesma época, a psicóloga Cândida Helena Pires de Camargo introduziu a Neuropsicologia no Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP. Em parceria com o Professor Raul Marino Junior, implementaram a avaliação neuropsicológica de pacientes com epilepsia e outros transtornos neurológicos.


No Brasil, há alguns anos, observa-se um crescimento vertiginoso da neuropsicologia, em termos, por exemplo, do aumento de especialistas e de publicações, embora venham acompanhados da falta de consenso em muitos domínios. O caráter interdisciplinar da pesquisa e intervenção neuropsicológicas tem contribuído para acirrar o debate em torno da abrangência da área, notadamente em termos da utilização e desenvolvimento dos instrumentos de avaliação neuropsicológica.

As avaliações neuropsicológicas permitem a identificação e diagnóstico de alterações cognitivas e comportamentais em pacientes que sofreram lesões cerebrais, como acidentes vasculares cerebrais e traumatismos cranianos, bem como em portadores de Alzheimer, Parkinson e esclerose múltipla, entre outros portadores de doenças neurológicas. Além disso, a neuropsicologia pode auxiliar no diagnóstico e tratamento de transtornos mentais, como depressão, ansiedade e disfunções cognitivas, como o transtorno do espectro autista.


Com base na avaliação neuropsicológica, os profissionais de saúde podem desenvolver um plano de tratamento individualizado visando a reabilitação e melhoria da função cognitiva e comportamental do paciente. Além disso, a neuropsicologia pode ajudar a prevenir doenças e lesões cerebrais, identificando fatores de risco e intervenções preventivas.


A neuropsicologia tem uma importância crescente em muitas áreas da saúde e deve continuar a desempenhar um papel fundamental no estudo e tratamento de condições neurológicas e psicológicas. Com o aumento da demanda por serviços neuropsicológicos, a neuropsicologia é uma área de grande potencial para carreiras em psicologia e áreas relacionadas.


Com o avanço da tecnologia de imagem cerebral e outros métodos de avaliação neuropsicológica, a neuropsicologia tem proporcionado uma compreensão cada vez mais profunda da função cerebral e como ela se relaciona com o comportamento. Isso é fundamental para o diagnóstico e tratamento de pacientes, bem como para a pesquisa científica e o desenvolvimento de novas terapias e tratamentos.


Em conclusão, a neuropsicologia é uma disciplina fundamental para o estudo da relação entre o cérebro e o comportamento humano. Através dela, é possível avaliar e entender as alterações cognitivas e emocionais decorrentes de lesões cerebrais, distúrbios neurológicos e outras condições médicas que afetam o sistema nervoso.


 

O que você achou desse conteúdo? Conte para nós aqui nos comentários e fique à vontade para sugerir outros temas também! Potencialize sua mente!


Texto revisado pela Neuropsicóloga Patrícia Zocchi

CRP: 06/77641

Comentários


bottom of page