top of page
  • Foto do escritorBruno Zocchi

Avaliação Neuropsicológica e sua importância no diagnóstico e tratamento do TDAH

Atualizado: 27 de jul. de 2023


O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição neurobiológica que afeta crianças, adolescentes e adultos. Caracteriza-se por dificuldades de concentração, hiperatividade e impulsividade, podendo impactar significativamente a vida diária e o desempenho acadêmico e profissional. No entanto, devido à sua natureza complexa e sintomas que podem se sobrepor a outras condições, é fundamental contar com uma avaliação neuropsicológica precisa para o diagnóstico e intervenção adequados.


Infelizmente, não é incomum se deparar com "diagnósticos" de TDAH que foram dados após uma conversa de 20 ou 30 minutos com um psiquiatra ou psicólogo. Para além da irresponsabilidade profissional de se fazer isso, um diagnóstico mal indicado pode reverberar de forma muito negativa na vida da pessoa que o recebe, seja por que ele não explica as dificuldades vivenciadas de forma coerente, seja por que não se trabalha os manejos e orientações adequadas durante o processo avaliativo e diagnóstico. É claro que o cenário fica ainda pior quando, de forma errônea, se inicia um tratamento medicamentoso. Pasmem, ver isso na clínica é mais comum do que eu gostaria de admitir.


Mas então, qual o procedimento adequado? A Avaliação Neuropsicológica é um processo especializado que busca compreender o funcionamento cognitivo, emocional e comportamental de um indivíduo, com base na investigação de seu sistema nervoso central. Ela é conduzida por profissionais da psicologia com especialização na área, como neuropsicólogos, e utiliza uma variedade de testes, questionários e observações clínicas para avaliar habilidades cognitivas, emocionais e comportamentais específicas.


Ao realizar uma Avaliação Neuropsicológica para o TDAH, o profissional irá investigar uma série de áreas-chave, como atenção, memória, controle inibitório, planejamento, flexibilidade cognitiva e funções executivas. Essa avaliação abrangente permite identificar padrões de desempenho que podem ser indicativos do transtorno e auxiliar no diagnóstico diferencial, excluindo outras condições que podem apresentar sintomas semelhantes. Esse ponto é fundamental: a Avaliação Neuropsicológico ajuda a precisar se aqueles sintomas são, de fato, oriundos de um TDAH e não de, por exemplo, um transtorno de ansiedade com impacto cognitivo, frequentemente confundido.


É importante ressaltar que somente um profissional qualificado da psicologia, como um neuropsicólogo, está apto a realizar uma Avaliação Neuropsicológica precisa e interpretar os resultados adequadamente. Essa expertise é fundamental para garantir a validade e a confiabilidade dos resultados, evitando diagnósticos equivocados ou conclusões imprecisas. Pense que será esse profissional que irá unir toda a testagem, observação e interpretação realizada para chegar a uma conclusão apropriada.


Sabemos que os principais sintomas do TDAH podem variar entre as diferentes faixas etárias, mas em geral incluem dificuldade em prestar atenção, desatenção, impulsividade, hiperatividade, problemas de organização, baixo rendimento acadêmico, desafios nas relações interpessoais e instabilidade emocional. Se esses sintomas estão causando impacto significativo na vida cotidiana de uma pessoa, seja ela criança, adolescente ou adulto, é importante buscar uma avaliação neuropsicológica o quanto antes.


A busca por uma avaliação adequada é essencial para evitar interpretações errôneas dos comportamentos e sintomas associados ao TDAH. Sem um diagnóstico preciso, as pessoas podem ser erroneamente rotuladas como preguiçosas, desorganizadas ou indisciplinadas, o que pode resultar em baixa autoestima, frustração e dificuldades acadêmicas e profissionais desnecessárias.


Além do diagnóstico diferencial, a Avaliação Neuropsicológica também desempenha um papel fundamental na elaboração de um plano de tratamento individualizado. Com base nos resultados obtidos, o profissional pode recomendar intervenções específicas, como terapia cognitivo-comportamental, neuromodulação, treinamento de habilidades sociais, estratégias de organização e gerenciamento de tempo, e, em alguns casos, a medicação.


O tratamento do TDAH é multifacetado e envolve uma abordagem multidisciplinar, com a colaboração de profissionais como médicos, psicólogos, educadores e familiares. A Avaliação Neuropsicológica fornece informações valiosas que ajudam a orientar esse processo, permitindo a adaptação de estratégias de intervenção de acordo com as necessidades individuais de cada pessoa.


É importante destacar que o TDAH é uma condição que pode persistir até a vida adulta, e a avaliação neuropsicológica não se restringe apenas às crianças e adolescentes. Adultos que apresentam sintomas consistentes com o TDAH também podem se beneficiar de uma avaliação precisa, que pode ajudar a compreender suas dificuldades e orientar o desenvolvimento de estratégias compensatórias para o gerenciamento dos sintomas.


 

Em resumo, a Avaliação Neuropsicológica desempenha um papel essencial na identificação e compreensão do TDAH. Por meio dessa avaliação especializada, conduzida por profissionais da psicologia, é possível obter um diagnóstico preciso, evitando rótulos e estigmas injustos, além de intervenções inapropriadas e, consequentemente, prejudiciais. Além disso, a avaliação fornece informações valiosas para o desenvolvimento de um plano de tratamento individualizado, auxiliando no manejo dos sintomas e no aprimoramento das habilidades cognitivas, emocionais e comportamentais das pessoas com TDAH.


O que você achou desse conteúdo? Conte para nós aqui nos comentários e fique à vontade para sugerir outros temas também!


Potencialize sua mente! 💪🧠


Texto revisado pela Neuropsicóloga Patrícia Zocchi

CRP: 06/77641

79 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page